Jair Bolsonaro incentiva combate à corrupção em Angola

Jair Bolsonaro incentiva combate à corrupção em Angola

O Presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro, incentivou (quinta-feira à noite), em Luanda, o Executivo angolano a prosseguir com as medidas de combate à corrupção e à impunidade no país.

O Estadista brasileiro, que escalou Luanda, em trânsito para a Índia, disse que o seu país vai prestar todo o apoio ao Executivo angolano para levar avante a luta contra a corrupção, por ser um mal que destrói uma Nação.

Em breves declarações à imprensa, Jair Bolsonaro afirmou que acompanha de perto e com muito agrado as mudanças em Angola, em particular o combate à corrupção e à impunidade, encorajando, por isso, as autoridades angolanas a prosseguirem com essas medidas.    

“O combate à corrupção é também a bandeira do meu consulado e Angola está a fazê-lo muito bem. E, nesta cruzada, o Brasil está disponível a colaborar”, sublinhou Jair Bolsonaro.

Na hora e meia (a contar das 21h00) no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o Chefe de Estado brasileiro manifestou o desejo de realizar uma visita oficial a Angola no decurso deste ano, para o reforço da cooperação entre os dois Estados.

O presidente Bolsonaro, recebido pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, augurou a assinatura de acordos, protocolos, memorandos de entendimentos e outros instrumentos jurídicos para ajudar Angola no combate à corrupção.

“É um prazer enorme estar aqui e já manifestei o meu desejo ao ministro Manuel Augusto para voltar em Angola numa visita oficial”, finalizou.

Depois de falar para os jornalistas, o Presidente brasileiro quebrou o protocolo e andou pelo exterior do aeroporto, interagindo com o pessoal presente no recinto, onde descontraidamente tirou fotografia com quem solicitou.

Jair Bolsonaro deslocou-se à Índia a convite do Chefe de Estado daquele país, para participar das celebrações do Dia da República, no próximo domingo.

O Brasil foi o primeiro Estado a reconhecer a independência de Angola, em 1975, e desde então cooperam em várias áreas, com realce para a educação e cultura.

Close Menu
Right Menu Icon