O Guardião

Comprometido com a verdade
Quinta-feira, 14 Novembro 2019
Comprometido com a verdade
“Kahitu” de Alberto Botelho já no cinema nacional

“Kahitu” de Alberto Botelho já no cinema nacional

A pré-estreia do filme “Kahitu”, do realizador angolano Alberto Botelho, adaptado da obra literária Vozes na Sanzala, de Uanhenga Xitu, aconteceu na quarta-feira numa das salas de cinema da capital.

O filme, cuja exibição para o público está marcada para o dia 8 deste mês, em todas salas Cinemax do país, retrata a história de um jovem (Kahitu) paralítico desde a sua nascença, que engravida a rapariga mais bela e desejada da sanzala.

O drama tradicional, com 70 minutos de duração, retrata a estreita fidelidade e cumplicidade dos valores sócio-culturais angolanos, onde os mitos e as crenças sobrenaturais predominam e influenciam a conduta da população.

Em declarações à imprensa, no final da pré-estreia, Alberto Botelho disse que o filme foi produzido há 10 anos e razões profissionais e familiares impediram a sua estreia e exibição antes.

Segundo o realizador, a obra cinematográfica levou pouco mais de um ano para concluir o trabalho, com actores anónimos, devido ao género da história e perfil dos personagens, a fim de estar mais próximo da realidade da história.

Explicou ter escolhido a obra “Kahitu” pela alternância de género da história (drama, comédia e tragédia) e por recomendação de Uanhenga Xitu, o filme foi gravado em Calomboloca, na aldeia de Nganga Zunze.

Close Menu