Tony Blair quer trabalhar com o governo angolano

Tony Blair quer trabalhar com o governo angolano

O Instituto Tony Blair para Mudança Global manifestou a intenção de trabalhar com o Governo angolano, na sequência das reformas políticas, económicas e sociais empreendidas pela actual governação, liderada pelo Presidente João Lourenço.

O facto foi anunciado nesta segunda-feira, em Luanda, pelo seu director, Tony Blair, antigo primeiro-ministro do Reino Unido, à saída de uma audiência que lhe foi concedida pelo Chefe de Estado angolano.

“Angola é um país bastante importante a nível da África. O meu instituto tem trabalhado com vários países africanos, excepto Angola. Então, por isso, tivemos esse primeiro encontro com o Presidente João Lourenço, no sentido de falarmos sobre os passos empreendidos, principalmente no que diz respeito às mudanças em curso”, explicou.

Tony Blair reconheceu que, como em qualquer país, as mudanças criam dificuldades. Considerou “impressionante, mas necessárias” as alterações levadas a cabo pelo Presidente João Lourenço.

“Por isso, o meu trabalho será de cooperar com os governos que estão em processo de reformas”, afirmou o líder do Instituto Tony Blair para Mudança Global, em alusão a parceria que pretende manter com o Governo angolano.

Em relação a Cimeira sobre Investimentos em África, que terá lugar a 20 de Janeiro de 2020 em Londres, a qual o Presidente angolano já foi convidado oficialmente, Tony Blair considerou o evento “bastante importante” para os países africanos, no que diz respeito aos negócios e investimentos.

Disse que haverá muitas empresas britânicas que pretendem investir em África, pelo que será uma oportunidade para África e o Reino Unido puderem discutir questões que têm a ver com o comércio, assim como os investimentos.

Close Menu