Leonel Messi vence sexta Bola de Ouro

Leonel Messi vence sexta Bola de Ouro

O argentino Leonel Messi venceu, nesta segunda-feira, o prémio Bola de Ouro, atribuído pela revista France Futebol.

Messi, que este ano já recebeu o The Best, prémio da FIFA para melhor do ano, conquista a Bola de Ouro pela sexta vez, depois de 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015.

O argentino foi o melhor marcador dos campeonatos europeus em 2018/19, com 36 golos.

Cristiano Ronaldo ficou no terceiro lugar, entre um duo do campeão europeu Liverpool: atrás do defesa-central holandês Virgil Van Dijk e à frente do avançado senegalês Sadio Mané.

Na gala, que decorreu no Teatro Châtelet, em Paris, apresentada pelo antigo avançado costa-marfinense Didier Drogba, Messi recebeu o troféu das mãos de Luka Modric, médio do Real Madrid, galardoado em 2018.

“Quero agradecer a todos os jornalistas que votaram e que me elegeram. A todos os companheiros, colegas de equipa, ao meu clube, o Barcelona. Foi um ano incrível também para mim. Obrigado porque fazem parte dele”, afirmou Messi, de 32 anos, que abordou também um possível fim de carreira.

“Em 2009 recebi a minha primeira Bola de Ouro. Recordo-me de vir aqui com o meu irmão. Era impensável o que estava a viver. Aqui estou agora a receber a sexta num momento diferente da minha vida pessoal, com a minha mulher, os meus três filhos, também o meu pai e o meu irmão”, afirmou.

Adiantou que quer continuar a sonhar e a querer crescer. “Quero continuar uns anos mais. Estou consciente da idade que tenho e que vai chegar a hora da retirada. O tempo passa cada vez mais depressa, mas há que continuar a desfrutar do futebol, da família e de toda a vida que tenho pela frente”, sublinhou Messi.

O craque argentino manifestou-se muito feliz pelo momento pessoal e desportivo, em que tenta superar-se a cada ano. “Não me conformo com os prémios individuais. O importante é tentar, continuar a tentar. É um orgulho e um prazer continuar a fazer parte da Bola de Ouro e da história de um grande clube como é o Barcelona”, sublinhou.

Por sua vez, Van Dijk elogiou o vencedor: “Messi ganhou seis Bolas de Ouro. Desta vez, estive perto, mas ele foi melhor. Estou contente pelo que fiz na última temporada tanto no Liverpool como na seleção holandesa. Espero que possamos fazer novamente nesta época. Entrei tarde nesta corrida, mas nunca desisti dos meus sonhos”.

De referir que, do quarteto anunciado no final, Cristiano Ronaldo e Sadio Mané não marcaram presença na cerimónia.

Close Menu